artigos

Artigos

Artigos, monografias e textos escritos e inseridos por VOCÊ!

O início da DANÇA CIRCULAR no Brasil

Sinto que estamos esquecendo as origens do MOVIMENTO DANÇA CIRCULAR... Vamos retomar!


Publicado em 14/04/2014

Renata Ramos


Estou sentindo a necessidade de informar um pouco mais sobre o início do MOVIMENTO DANÇA CIRCULAR no Brasil... 
 
Primeiramente, é necessário compreender que as Danças de Roda existem desde que o ser humano começou a formar sociedade. As conversas ao redor de uma fogueira fazem parte do nosso DNA! O ser humano sempre se reuniu em círculo para compartilhar experiências, alegrias e tristezas do dia-a-dia.
Daí para dançar em círculo, em roda, de mãos dadas, foi um pulo!
E assim, os diversos povos, das mais diversas e diferentes culturas, começaram a se diferenciar uns dos outros, trazendo expressões singulares de sua região geográfica, do clima e da maneira de ritualizar momentos importantes da vida.
 
As danças de roda portanto, existem há milênios! E os grupos de pessoas que se identificam com essa expressão artística sentem o maior prazer de preservar a tradição de seu povo, de sua cultura, de seu país, de sua região, dançando e se apresentando com roupas típicas. Mundialmente são conhecidas como FOLK DANCES, tanto pelos grupos que as preservam, como pelos grupos que as ensinam a quem quiser aprender pelo simples e enorme prazer de dançar.
 
No Brasil, as Danças de Roda encontram suas raízes nas danças dos povos europeus, dos povos indígenas brasileiros e dos povos africanos, criando uma identidade própria em meio a essa diversidade cultural. E aqui, como em todos os lugares do mundo, muitos grupos se dedicam a preservação das danças tradicionais de sua região enriquecendo seu Folclore e contribuindo para o patrimônio cultural da humanidade.
 
Já o MOVIMENTO DANÇA CIRCULAR, muitas vezes denominado também de Dança Circular Sagrada, surge na década de 70 do século passado na Europa, com Bernhard Wosien natural da Polonia, coreógrafo, bailarino, artista plástico, astrólogo e pedagogo. Pesquisador do Folclore desde os anos 50, ao visitar a Comunidade de Findhorn na Escócia em 1976, Bernhard Wosien foi cativado pelo tipo de vida dos residentes, totalmente voltado para um centramento interno e para uma cuidadosa maneira de conviver com seus semelhantes, privilegiando a “boa escuta” e a harmonização com mundos mais sutis e com a natureza. A partir desse momento, Bernhard Wosien tornou ainda mais plena sua missão com a DANÇA e começou a coreografar DANÇAS CIRCULARES com musicas clássicas! Ele dizia que a Dança é Meditação em Movimento. 
 
No Brasil e no mundo, vivenciar a DANÇA CIRCULAR é honrar a linhagem criada pelo “casamento” de Bernhard Wosien com a Comunidade de Findhorn. É honrar as Danças Folclóricas e as Danças Circulares Contemporâneas numa oitava superior.
 
E acredito que celebrar sua grande expansão no Brasil, é primeiramente honrar seu INÍCIO. 
Portanto... A DANÇA CIRCULAR chegou no Brasil em 1984, com Carlos Solano Carvalho de Belo Horizonte e, simultaneamente, no antigo Centro de Vivências de Nazaré Paulista em São Paulo, hoje conhecido como UNILUZ. Sua prática, como um instrumento de autoconhecimento e expansão de consciência, cresceu muito de lá para cá com a contribuição das pessoas comprometidas com essa linhagem.
 
No Brasil, o MOVIMENTO DANÇA CIRCULAR engloba as danças folclóricas, as danças indígenas e as danças contemporâneas criadas primeiramente por Bernhard Wosien e posteriormente por todos que o seguiram, seguem e celebram até hoje. 
 
Como já comentei anteriormente, o “MOVIMENTO DANÇA CIRCULAR tem como missão essencial trazer à luz da consciência o SAGRADO que habita em cada um de nós, trabalhando com as Danças dos Povos antigas e tradicionais, e também com as inúmeras NOVAS COREOGRAFIAS que estão sendo criadas e que vão se tornando parte desse Movimento. E fica muito claro que, ao encontrar a possibilidade de VIVENCIAR esse SAGRADO em todos os níveis - físico, emocional, mental e espiritual - o Ser Humano participa de toda e qualquer atividade do dia a dia com sua PRESENÇA plena.”

artigos   Artigos do autor

03/04/2014 - Reflexão... Danças Circulares e Danças Étnicas